quinta-feira, 5 de abril de 2018

71. Muitos vindo e muitos voltando - MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE

Olá leitores,

Estes meses me afastei um pouco do Blog, pois recebi notícias de vários conhecidos voltando para o Brasil.
Não estou colocando o tema em estatística, mas posso afirmar que das PESSOAS QUE CONHECI aqui em Portugal e que estão aqui por um período superior a dois anos, a maioria voltou e alguns outros poucos que ficaram estão prestes a voltar, pois é nítido que não há muita coisa para a melhora do horizonte em um futuro próximo.
Uma notícia muito triste me deixou chateado e até frustrado por conta de um amigo que conheci, que tinha feito a tal "manifestação de interesse" e que eu mesmo acompanhei todo o caso, inclusive preenchendo o temido formulário online. Mesmo tendo todos os documentos comprovativos e, eu digo TODOS, que são respectivamente:

- contrato de trabalho com um salário declarado acima da média nacional
- todos os números de inscrição nas repartições públicas (NIF, NISS, SNS)
- pagamentos a segurança social ao longo de UM ANO
- entrada em Portugal com comprovação
- alojamento 

Acredito que poucos tenham todos estes documentos, quando partem do pressuposto da regularização "in loco".

A má notícia, é que os serviços são lerdos e desestimulantes, fazendo com que a empresa desistisse do profissional ao longo destes 12 meses de contratação, pois a mesma precisava de alguém que pudesse viajar pela Europa, e o funcionário certamente não podia nestas condições.

OK! Antes de que alguém pense:
"Ah mas um advogado poderia resolver isso?" 
R: Esclareço que ele teve advogado constituído.
"Ah, mas eles devem ter prazo estipulado por lei!"
R: Não existe prazo para resposta. Confira resposta do SEF abaixo! 


"Ah, eu conheço alguém que deu um jeito nisso muito rapidamente"
R: Eu também ouvi falar que o coelhinho da Páscoa colocou muitos ovinhos de chocolate embaixo da cama desta pessoa.

Bom, antes de mais nada quero esclarecer que "CONTAR, DIZER, CONHECER UM AMIGO QUE FEZ, VIU UM POST NA INTERNET" - nada disso tem valia, pois nada disso é comprovado.As coisas funcionam como funcionam, simples assim.

E para quem ouse perguntar:

"Ah, mas qual o motivo de não ter feito o visto de trabalho no consulado português?"
O pedido foi feito e negado por estar acima do limite das cotas deste tipo de visto para 2017?!?!?!
Segue abaixo resposta do consulado APÓS ter o solicitante contra-argumentado que apesar das cotas estarem atingidas, a situação dele era de exceção pois a empresa tinha e tem a carta emitida pelo IEFP que a vaga não foi preenchida por nenhum nacional português, residente legal em Portugal e nacional da UE e que ele tinha curso preparatório para exercer a função solicitada.
Leiam que a justificativa consular foi baseada no Número 7, artigo 59 da lei 23/2007 que tem o seguinte texto:

"Excecionalmente, e independentemente do contingente fixado no n.º 2, pode ser emitido visto para obtenção de autorização de residência para exercício de atividade profissional subordinada aos nacionais de Estados terceiros que preencham as condições estabelecidas no artigo 52.º e possuam contrato de trabalho, desde que comprovem que a oferta de emprego não foi preenchida pelos trabalhadores referidos no n.º 1"



Em primeiro lugar, para qualquer solicitação o interessado tem que ter papéis (documentos) comprovando tudo que está sendo escrito e isso já elimina muitos candidatos, pois o contrato de trabalho é algo complicado de se obter.

Em segundo lugar, ter alguém que se proponha a pagar a segurança social com algum risco de multa, também é uma situação muito complicada.

Em terceiro lugar, paciência para aguentar a lerdeza das repartições públicas numa situação tão frágil é algo um tanto desumano.

Então a mensagem é:
NÃO ACREDITE EM TUDO QUE VOCÊ LÊ. PRINCIPALMENTE VINDO DA REDE(INTERNET)

Eu gosto muito de Portugal, gosto mesmo! Claro que gosto mais de Viseu dentre todas as outras cidades! Mas volto a afirmar que a realidade é bem diferente das notas da mídia. A imensa maioria de vídeos e blogs são de pessoas que estão ainda na euforia da chegada.
Mais vale ter um rendimento garantido, do que se preocupar apenas com papéis. E vejam que mesmo neste caso CITADO ACIMA, a pessoa tendo o rendimento garantido, pois a empresa efetivamente pagava o salário religiosamente em dia (outra coisa que muitos imigrantes sequer conseguem ter), o papel (título de residência) não veio.
Eu sou avesso a falar sobre imigrante legal, não legal, ilegal... pois acho que este tema é chato e não focado no principal quesito. O principal é condição FINANCEIRA para se manter, para comer, para pagar as contas, etc. Sendo assim, cabe a reflexão. Muitos dos que conheci, principalmente os aposentados e com rendimento superior a 1500 euros mensais, são os mais fortes candidatos a ao menos terem uma vida estável em Portugal.

8 comentários:

  1. O problema é que as pessoas não aceitam um NÃO como resposta. Preferem se agarrar a youtubers que ganham dinheiro pra mostrar aquilo que eles querem ouvir.
    O eldorado na década de 80 eram os USA .hoje se chama PORTUGAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo contato! É isso mesmo que eu penso

      Excluir
  2. Parabéns! É o primeiro artigo com consistência que leio sobre o tema.

    ResponderExcluir
  3. Artigo muito importante pra quem está indo embora! Estou indo pra Viseu com a família! Como aposentada e com rendimentos um pouco acima de 2000 euros,você acha que tem como viver bem?E ainda poder viajar um pouco? E ainda poder trabalhar pra complementar a renda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo contato!
      2000 euros,você acha que tem como viver bem?
      R: Depende do número de pessoas na família e se a senhora está disposta a viver divindo o apartamento com outra família para assim baixar os custos.
      E ainda poder viajar um pouco?
      R: Depende do número de pessoas. Eu não consigo viajar muito. Fico em Viseu a maior parte do tempo.
      E ainda poder trabalhar pra complementar a renda?
      R: Se a senhora conseguir ótimo. Leia os posts que fiz sobre minha opinião dos empregos.

      Um abraço

      Excluir
  4. Esse post disse tudo. No YouTube também há vídeos de pessoas que voltaram ou estão para voltar. Só que esses vídeos a maioria não vê, preferem a euforia da ilusão sem muita pesquisa, e adequação para a realidade de cada um. Afinal, não devemos nos basear na história de sucesso alheia, caso seja distante da nossa situação. Se falamos algo somos pessimistas. Como sempre ótima matéria; )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      Obrigado pelo contato! É mesmo uma lástima coisas assim acontecerem. Um abração!

      Excluir