domingo, 29 de outubro de 2017

64. Utopia x Realidade - Consigo viver em Portugal com um salário de 600 euros mensais?

Olá leitores,

Outra pergunta frequente que recebo é esta. Na verdade, a resposta é SIM. Mas o SIM dependerá do entendimento do leitor acerca "de como é uma vida com padrões aceitáveis".
Primeiro ponto é que não vou tocar no foco da violência, governo corrupto, educação e todos aqueles velhos clichês que conheço sobre a opinião dos leitores sobre o Brasil.
Estou colocando aqui apenas um pensamento meu, um pensamento prático sobre o QUE EU ACHO que seja uma vida decente.
Com 600 euros mensais, a realidade de um imigrante se baseia em alguns pontos:
1. Viver compartilhadamente. Você aceitaria dividir a moradia com mais pessoas para ter menores custos referentes a este ponto? Eu particularmente NÃO. Não trocaria por nada meu apartamento brasileiro que era somente meu por uma moradia compartilhada no exterior. Eu tenho família e isso não seria nem um pouco prático ou confortável para meus entes queridos. Vejam que mesmo que consigas uma moradia por 200 euros (o que será uma moradia antiga ou precária) sobrará muito pouco para poupar ou ainda se manter adequadamente com algumas regalias.
2. Você gosta de fazer programas estilo mochilão? Programas de não ter onde dormir, sem reservas em hotel nas viagens ou ainda ir de carona/boleia (PT-PT) com desconhecidos para desbravar o mundo? Eu particularmente não sou fã deste tipo de coisa, acho que para aqueles que são, é um ótimo meio para viajar dentro da Europa e ter algum tipo de lazer diferente. Qualquer viagem na Europa ou dentro de Portugal terá um gasto que pode representar NO MÍNIMO 15%, 20% do seu salário mensal.
3. Você é capaz de ter uma vida regrada sem direito a um bom churrasco todo fim de semana ou ainda viver a maior parte do tempo no escuro e sem aquecimento para economizar energia elétrica, ou ter que constantemente atrasar uma conta/fatura ou outra para ter condição de suportar os gastos mensais mais importantes? Eu acho que trocar uma vida onde eu tinha um bom planejamento das coisas por uma vida muito, muito mais regrada não iria ser para MIM um sinônimo de qualidade de vida. Eu vivo hoje sim bem mais simples, mas não ao ponto de me regrar nestes itens de um jeito muito sovina.
4. Você se sujeitaria a trabalhar em um emprego por 10 horas todo santo dia para ganhar 600 euros? Ser contratado para trabalhar numa função e ter que assumir várias outras por causa da falta de oportunidades? Esta é uma realidade que poucos falam mas que no fim, existe em Portugal. Talvez esta falta de oportunidades te leve a ser um pouco menos otimista com seu futuro profissional.
5. Você estaria disposto a encarar a realidade européia que nem sempre é simples e fácil? Eu não sei o motivo, mas vez ou outra penso que a amargura da mesmice ou da falta de oportunidades deixam as pessoas com mais tendência para complicar do que facilitar a vida uns dos outros.
Vejam que não estou me queixando de Portugal, ou mesmo da Europa. Eu gosto muito daqui e aprecio de verdade tudo que ela me oferece, mas o post passado me fez refletir muito hoje sobre o assunto. Em uma viagem rápida para fronteira eu gastei nada menos que 93 euros. 93 euros representa muito para um salário de 600. 
Fato que, a grande maioria das pessoas não agradece ao Brasil pela oportunidade dada e eu agradeço sempre pela educação que recebi no colégio La Salle de Porto Alegre, ou na Universidade do Vale do Itajaí onde fiz meus cursos superiores e a escola de língua Yazigi que me proporcionou bom estudo e um intercâmbio e a minha família que teve sempre sucesso no quesito educação, amor e estabilidade financeira.
O sonho de morar fora deve sim ser realizado, mas de maneira consciente - principalmente para aqueles que já alcançaram certos objetivos pessoais no Brasil ou onde quer que morem.




10 comentários:

  1. Bacana que você voltou a postar... continuo seguindo....

    ResponderExcluir
  2. E qual a sua opinião para um casal ganhando 600 euros cada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Corey, obrigado pelo contato!
      Para 1200 euros em casal, com um aluguel de 400 euros sobram 800 euros. Com serviços básicos necessários gastarás em torno de 150 a 200 euros. Acho que ainda sim, consegues viver uma vida simples e focada na cidade de Viseu, sem grandes expectativas de consumo ou viagens, e lembrando que é uma visão de 1200 euros sem filhos. Lembre-se que para comprar um carro, o gasto médio mensal será de 100 euros a mais e se for financiado some 100 a 200 euros mais.

      Excluir
  3. Por favor, qual sua opinião sobre as cidades vizinhas, Nelas e Mangualde? Infraestruturas, etc.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá novamente! Obrigado pelo contato! Eu gosto muito de mangualde e no sentido de vegetação e supermercados acho melhor que Nelas, mas Nelas também é muito bonito. Os dois tem a vantagem de serem as cidades onde os trens/comboios passam. Eu votaria em Mangualde, mas se quiser ficar mais perto da Serra da Estrela poderá ir para Nelas

      Excluir
  4. Boa tarde, gostei muito de seu blog, realista e informativo e ótimas fotos. Gostaria de mais informações sobre a cidade de Viseu do seu ponto de vista, bairros bons para morar, próximo a escolas, acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida (cadeirante), transporte público, dificuldades de arrendamento de apartamentos para brasileiros? Gostei imensamente da cidade e tenho visto imóveis T3 para arrendar nos sites de imóveis, mas não tenho noção dos bairros.
    Estamos, eu e meu marido na fase das pesquisas, estaremos indo no próximo ano com visto D7 (rendimentos próprios) e agradeço se puder me ajudar com essas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edna! Obrigado pelo contato! Eu gosto do Fontelo, Viso Sul, proximidades do shopping Palacio de Gelo, Ranhados. A acessibilidade é boa, pois a cidade é pacata e tem muitas rampas para cadeirantes. Será preciso um carro pois os mercados grandes ficam afastados um dos outros. Não existe dificuldade para brasileiros arrendar e sim dificuldade de achar um imóvel que tu gostes e da negociação em si, pois as partes devem concordar no preço e nas garantias. O transporte público mais usado é o ônibus/autocarro embora eu nunca tenha usado um. Faço tudo a pé ou ainda quando preciso uso o carro. Um grande abraço!

      Excluir
  5. Boa noite!
    Estou pensando em sair do Brasil para morar em Portugal e estou estudando todas as possibilidades. Gostaria de saber se com 2.500,00 euros, dá pra se viver sem aperto!
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monica. Vives muito bem, se não tiver gasto com aluguel ou carro será melhor ainda. Tendo em conta estes valores para um casal com um filho.

      Excluir